Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Corrente de solidariedade ajuda alunos de escola da capital a visitarem zoológico

Publicação:

06174458 63238 GDO
Além de se divertir no zoo, as crianças conheceram a força da solidariedade.

O sonho de conhecer o zoológico era algo em comum entre os alunos do jardim B da Escola Municipal de Educação Infantil Osmar dos Santos Freitas, na Vila Cruzeiro, em Porto Alegre. A vontade ficou registrada na lista de desejos para 2019, elaborada pela monitora da turma, Vanessa Teixeira Rodrigues, e pendurada na parede da sala de aula. A partir daí, a escola se mobilizou para a arrecadação de verba que viabilizaria o passeio, como brechós, rifas, venda de doces e doação dos pais.

06174616 63249 GDO
Lista de desejos para 2019, elaborada pela monitora da turma do Jardim B.

A quantia destinada para a ida ao Parque Zoológico de Sapucaia do Sul foi alcançada e o desejo, que partiu da turma do jardim B, se estendeu para outras duas turmas – maternal e jardim A. Porém, o passeio teve de ser cancelado depois que a escola foi arrombada, em 20 de novembro, e o valor economizado, levado por ladrões.

A tristeza que abateu professores e alunos durou pouco tempo, graças a uma corrente do bem organizada por servidores da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema). Por meio de uma “vaquinha”, foi reunido dinheiro suficiente para custear a alimentação das crianças durante o passeio e o ingresso ao parque foi isentado. O transporte contou com a colaboração de uma empresa privada e do Departamento da Juventude da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos.

06174253 63227 GDO
A pequena Mônica feliz em seu primeiro passeio ao Zoológico.

Nesta sexta-feira (6/12), os cerca de 40 alunos, entre quatro a seis anos de idade, finalmente realizaram o sonho de conhecer zoológico. Foi um passeio muito divertido e cheio de curiosidades. Cada um deles pode ver de perto os animais preferidos que viam em livros e na TV. Acompanhados por professores e monitores, as crianças aprenderam brincando a importância da preservação da natureza. Mônica Viegas, de seis anos, conta que o bichinho que ela mais gostou de conhecer foi a tartaruga.

Além de se divertir no zoo, as crianças conheceram a força da solidariedade. “Eles tiveram um aprendizado enorme com tudo o que aconteceu e essa lição de solidariedade eles irão levar para a vida inteira”, disse Vanessa. A monitora contou ainda sobre a festa que as crianças fizeram quando descobriram que o passeio ia acontecer, por conta da ajuda que a escola recebeu. “Naquela hora eles se preocuparam de que maneira poderiam agradecer, demonstrando a lição que aprenderam de que quando se recebe, é preciso dar algo em troca”, afirmou.

A lembrança do incidente ocorrido ainda é muito presente, mas o amparo que a instituição recebeu superou as expectativas da direção. “Quando cheguei na escola no dia do arrombamento foi muito triste ver que tudo que havíamos conquistado ao longo do ano havia se perdido, mas a rede de apoio solidária que se formou nos trouxe a alegria de volta, mais ainda para as crianças. Foi muito mais do que esperávamos” relatou a diretora da escola,  Maria Alice Castilho da Silva.

Texto: Xaene Pereira
Edição: Vanessa Trindade

SJCDH - Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos