Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Mais de 200 jovens da Cruzeiro são formados para o mercado de trabalho e o empreendedorismo

Publicação:

Link do vídeo: https://youtu.be/tClYE8VMmzg

Quase 500 pessoas lotaram o Auditório Master da Uniritter, no campus Zona Sul, em Porto Alegre, para acompanhar a formatura da 6ª turma do Centro da Juventude (CJ) Cruzeiro, na última sexta-feira (28). Foram entregues 208 diplomas de cursos profissionalizantes para jovens que participam do Programa de Oportunidades e Direitos (POD). Com os certificados, eles podem buscar vagas no mercado de trabalho ou abrir seus próprios empreendimentos.

Com gestão da Central Única das Favelas (CUFA), em parceria com a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o CJ Cruzeiro formou jovens nas seguintes turmas: barbearia (53), culinária (40), informática (17), workshop embelezamento (42), libras (6), fotografia (29), auxiliar administrativo (18) e garçom/garçonete (3).

“A orientação do Governador Eduardo Leite é que possamos praticar uma política que emancipe as pessoas, e é isso que estamos fazendo. Nós queremos potencializar esse trabalho, e o nosso grande desafio é fazê-lo chegar às 18 cidades do RS Seguro”, afirma o secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Catarina Paladini.

O POD funciona, atualmente, nos bairros Restinga, Lomba do Pinheiro, Cruzeiro e Rubem Berta, na Capital, além de Alvorada e Viamão. Cada CJ é gerido por uma entidade diferente, dentro de um processo de contratação e funcionamento estabelecidos pelo Governo do Estado. Mais de 7 mil jovens já passaram pelos Centros da Juventude desde que eles começaram a funcionar, em 2017.

“São ambientes de interação, respeito e cultivo da cultura da paz. Os jovens que frequentam os CJs saem com esses valores entranhados”, complementa Catarina Paladini.

Até o final de 2019, serão inaugurados os novos prédios dos CJs Lomba do Pinheiro, Cruzeiro, Rubem Berta, Restinga e Alvorada. Em Viamão, uma escola municipal está sendo reformada para receber um maior número de adolescentes. As estruturas, totalmente novas, estão sendo construídas com recursos do BID. Foram empregados mais de R$ 21 milhões nas obras.

O que é o POD?
O Programa de Oportunidades e Direitos foi criado para oferecer mais qualidade de vida aos jovens do Rio Grande do Sul e garantir dignidade e desenvolvimento para muitas famílias. Com foco no crescimento pessoal e profissional dos participantes, além do fortalecimento da segurança e da modernização da estrutura e do sistema socioeducativo, o POD é uma ferramenta de desenvolvimento.

Ele busca trazer mais cidadania aos nossos jovens, garantindo seus direitos, promovendo o seu desenvolvimento e criando oportunidades para que tenham mais dignidade e estabilidade. O resultado do programa será uma juventude mais preparada para o mercado de trabalho, comunidades fortalecidas, com mais segurança, redução da criminalidade e da reincidência e maior desenvolvimento socioeconômico em nosso Estado.

Com investimentos em educação, esporte, cultura, empreendedorismo, segurança pública e atendimento socioeducativo, o POD atua como uma política pública pioneira e completa para criar oportunidades aos jovens e melhorar a qualidade de vida das comunidades. Nas comunidades atendidas, a implantação do policiamento comunitário promove a aproximação dos policiais com moradores, dando mais segurança aos espaços de convivência. Para os jovens que cumprem medida socioeducativa e seus familiares, além de garantir um atendimento moderno e qualificado, o Programa promove a reintegração social e um futuro com mais oportunidades.

Texto: Maurício Tonetto

WhatsApp Image 2019 09 30 at 17 00 32
Secretário Catarina Paladini na formatura - Foto: Maurício Tonetto
WhatsApp Image 2019 09 30 at 17 00 33(1)
Entrega dos Certificados - Foto: Maurício Tonetto
WhatsApp Image 2019 09 30 at 17 00 33
Centro de Juventude Cruzeiro no auditório da Uniritter - Foto: Maurício Tonetto
SJCDH - Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos