Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos

Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos

Secretário Catarina Paladini
Secretário Catarina Paladini
 

Atual Secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos do Rio Grande do Sul.

Foi deputado estadual por dois mandatos na Assembleia Legislativa. Atuou como Presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos e da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, e titular da Comissão da Educação, Cultura e Desporto. 

Em seu primeiro mandato (2011-2015), foi um dos parlamentares mais atuantes do legislativo. Propôs 18 projetos de lei e uma emenda constitucional. Criou a Frente Parlamentar em Defesa de Políticas Públicas para a Juventude, a Comissão Especial para Acompanhar a Situação da Uergs e a Frente Parlamentar das Comunidades Terapêuticas. 

Entre os destaques do mandato está o projeto que cria a Região Metropolitana da Zona Sul (RMZS), que permitirá viabilizar maiores repasses de recursos federais aos 22 municípios da região, além de fortalecer os projetos regionais por meio de políticas públicas macroeconômicas e sociais. Ainda na 53ª, Catarina foi eleito vice-presidente da Assembleia gaúcha (2014-215) e relator da CPI da Energia Elétrica.

Natural de São Miguel do Oeste (SC), Catarina mora desde os seus 11 anos de idade em Pelotas, onde começou sua militância política nos movimentos sociais. Formado em Direito pela Universidade Católica de Pelotas, o deputado também teve ampla participação no movimento estudantil, o que aproximou suas pautas da juventude.

Morador do bairro Fragata, ele reconhece desde muito cedo a importância dos trabalhos sociais. Por isso, neste bairro ele coordenou o “Projeto Cidadão”, que chegou a atender 390 crianças no bairro. Também atuou na direção da Associação de Moradores da Guabiroba, além de participar do projeto “Amigo da Escola”, nos colégios Lima e Silva e Sylvia Mello.

Catarina concorreu pela primeira vez a um cargo político em 2004. Foi a grande surpresa da eleição pelotense aos 22 anos, quando fez 2.543 votos. Em 2008, foi o segundo candidato a vereador mais votado de Pelotas, com 6.722 votos.

A primeira vitória veio em 2010, quando concorreu, pela primeira vez, a deputado estadual. Foram 32.035 votos, mais de 28 mil em Pelotas. Naquele ano, foi eleito o deputado mais jovem do Rio Grande do Sul. Em 2012, concorreu à Prefeitura de Pelotas.
SJCDH - Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos