Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Parceria com a Brigada Militar propiciará Equoterapia para população atendida na FPE

Publicação:

Parceria com a Brigada Militar
Parceria com a Brigada Militar
Por Cristine Luiza Schmidt

Uma parceria para que a população acolhida pela Fundação de Proteção Especial (FPE) tenha acesso a atendimento de equoterapia foi o tema da reunião realizada com o comando do 4º Regimento de Polícia Montada (RPMon), da Brigada Militar. O encontro, realizado na sexta-feira (18/9), foi articulado pela Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH) com o tenente-coronel Pacheco e o tenente Fanfa.

Segundo a diretora Técnica da FPE, Fabiana Oliveira, será construído um termo de cooperação entre as instituições para a realização das atividades, que deverão ser semanais. “Ficamos muito felizes com a parceria, pois sabemos dos benefícios da equoterapia”, disse.

FPE e Brigada Militar Fecham Parceria
FPE e Brigada Militar Fecham Parceria

Na oportunidade, a equipe da FPE conheceu a estrutura do 4° RPMon, situado na avenida coronel Aparício Borges, local em que devem ser realizados os atendimentos. Participaram da reunião a coordenadora de Apoio Estratégico, Letícia Carvalho, e o coordenador de Acompanhamento e Supervisão, Edimar Barbosa.

Equoterapia

A equoterapia é uma modalidade terapêutica que utiliza passeios e interações com cavalos. Participar de atividades físicas em um ambiente verde e natural pode ser uma ótima maneira de melhorar a saúde mental e bem-estar. Além de ajudar a combater a depressão, a interação com animais e espaços naturais proporciona outros benefícios, como redução da pressão arterial, diminuição dos níveis de cortisol (hormônio do estresse) e distrair a mente de preocupações.

Durante a equoterapia, os corpos liberam hormônios chamados endorfinas, que são responsáveis pelo bem-estar, enquanto reduzem os níveis do cortisol, que tem sido associado a depressão e ansiedade, entre outros problemas de saúde mental. Passar tempo com os animais também ajuda a pessoa a se sentir mais relaxada, apenas acariciando-os, alimentando-os ou fazendo atividades juntos.

Texto: Cristine Luiza Schmidt/Ascom FPE
Edição: Secom

SJCDH - Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos