Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Projeto do Case Novo Hamburgo distribui pães e toucas de crochê a famílias em situação de vulnerabilidade social

Publicação:

A pandemia causada pelo novo coronavírus tem tornado ainda mais difícil a situação das famílias em situação de vulnerabilidade social e, pensando nisso, agentes socioeducadores do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Novo Hamburgo criaram o projeto “Pão pra Casa”.

Projeto do Case Novo Hamburgo
Projeto do Case Novo Hamburgo

Aproveitando a sala onde ocorriam as aulas da oficina de Padaria e Confeitaria _ promovida em parceria com a Prefeitura de Novo Hamburgo e ministradas pela ASBEM (Associação de Bem-Estar da Criança e do Adolescente), os agentes e adolescentes começaram a  produzir pães, que estão sendo distribuídos em uma comunidade próxima à unidade. 

Segundo os organizadores, a adesão de membros da Pastoral da Criança foi determinante para completar a logística de entrega do pão fresco, duas vezes por semana. “Nos comprometemos em produzir 20 pães caseiros de 850g cada. Os adolescentes relatam que pretendem fazer pão na casa deles quando estiverem com a família” , diz a agente Bernadete Machado, que acompanha de perto a rotina de produção.

Para os jovens têm sido uma oportunidade de aprendizado e também um ato de solidariedade. “A minha avó fazia pães na casa dela para os vizinhos e eles davam os ingredientes, agora eu sei que era bem difícil. Ela ficou muito orgulhosa quando soube que eu aprendi a fazer pão aqui dentro”, relata um socioeducando.

Parceira do projeto, a Pastoral da Criança envia as fotos da distribuição dos pães e traz relatos emocionantes reforçando a importância de cada ação executada. “É uma missão de Deus. Vocês não têm ideia do quanto as pessoas precisam dessa ajuda”, conta Fabiana, voluntária do projeto social da Pastoral. “É gratificante entregar os pães no final da tarde e ouvir os relatos das voluntárias que fazem a distribuição” , reforça a agente socioeducadora Maria Salete de Oliveira.

Para Ivânia Barduil Rossato, chefe de equipe e um das idealizadoras da proposta no Case NH, a cada produção novos internos são convidados a participar, dando oportunidade para todos. Além dos pães, foram distribuídas toucas de lã confeccionadas em crochê pelos adolescentes. “Recebemos fotos das pessoas usando as toucas produzidas aqui dentro e um áudio da Fabiana nos contando que foi o maior sucesso”, lembra Andreza Costenaro, que comanda a oficina de toucas.

Projeto do Case Novo Hamburgo
Projeto do Case Novo Hamburgo

O projeto conta ainda com a realização do controle contábil feito pelos próprios adolescentes, em atividade organizada pela agente Elveni Toneto.  “Aproveito para dar noções de como funciona o trabalho formal que é uma realidade distante para parte dos nossos adolescentes. Eles aprendem muito e trazem ótimos resultados”, detalha.

Até o momento, os adolescentes do Case NH já produziram 480 pães que foram disponibilizados para doação.

Texto: Jéssica Britto

SJCDH - Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos