Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo reúne órgãos para tratar dos problemas estruturais do sistema prisional

Publicação:

-
- - Foto: Sue Gotardo

Na manhã desta quinta-feira (07), o secretário de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo, Mauro Hauschild, recebeu, no Auditório do Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), alguns órgãos do Governo para discutir os problemas estruturais que assolam o sistema prisional.

Uma das questões abordadas foi a superlotação. Atualmente, a população prisional conta com mais de 42 mil presos e 150 unidades prisionais. Hauschild destacou que “com algumas exceções, derivadas de operações especiais, desde maio, período em que assumimos a pasta, não tivemos mais presos em viaturas”.

Para amenizar esse problema, Hauschild destacou o avanço da obra do Núcleo de Gestão Estratégica do Sistema Prisional (Nugesp). De acordo com o secretário, a previsão de início das operações é para o primeiro trimestre de 2022. “O Nugesp será um grande centro de triagem, contemplando, num mesmo local, todos os procedimentos básicos, como identificação, documentação, registro policial, classificação, triagem e audiência de custódia, até o encaminhamento final compatível com o perfil do preso”, destaca. Hauschild comentou ainda que o preso terá a garantia de condições dignas, como pernoite, alimentação e higiene, além de pátio e possibilidade de ficar custodiado em espaço separado, caso haja circunstâncias individuais. 

-
- - Foto: Sue Gotardo

O superintendente da Susepe, José Giovani Rodrigues de Souza, comentou que “enquanto Superintendência, já estamos debatendo diariamente essa temática. Não estamos desvinculados dos desafios e dos problemas que vamos enfrentar. Por isso precisamos unir esforços e atuar juntos, enquanto Governo”.

Representando o vice-governador e secretário de Segurança Pública, o Coronel Marcelo Frota parabenizou a iniciativa da secretaria e destacou que “esse paradoxo, como chamou o secretário Mauro, demonstra a nossa preocupação em modificar a realidade do sistema prisional, mas, para isso, precisamos da participação do Estado do RS enquanto poderes constituídos. O problema é de todos nós, e temos que encontrar uma solução”.

Estiveram presentes no evento o delegado Fábio Lopes, da Polícia Civil; Paulo Suliani, da Ordem dos Advogados do Brasil; o juiz Alexandre Pacheco, do Tribunal de Justiça; Loraci Lima, do TRF4; Renato Peixoto, do Conselho Penitenciário; Cintia Luzatto, da Defensoria Pública; João Ricardo Costa, do IPE; Fernanda Lima, da FASE; o major Detoni, da Secretaria de Segurança Pública; o coronel Cláudio Feoli e o capitão Gustavo Prietto, da Brigada Militar; Rodrigo da Silva Brandolise, do Ministério Público; Patrícia Cibils, da Procuradoria-Geral do Estado, além de representantes da SJSPS e da Susepe.

 

SJSPS - Secretaria de Justiça e Sistemas Penal e Socioeducativo